GDF inaugura Casa de Acolhimento para famílias em situação de vulnerabilidade

GDF inaugura Casa de Acolhimento para familias em situação de vulnerabilidade

bernadetealves.com
GDF inaugura Casa de Acolhimento para famílias em situação de vulnerabilidade no Guará


A secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, entregou no Domingo de Páscoa uma Casa de Acolhimento para famílias em situação de rua, no Guará. A Casa de Passagem, com 50 vagas, oferece um ambiente familiar e fraterno para manter a família acolhida.


A casa é mais que um teto, é afeto, é cuidado, é segurança onde as mães poderão ficar por três meses até conseguirem refazer a vida. A unidade do Guará oferece sala com biblioteca, jardim, área administrativa, refeitório, quartos e banheiros. A unidade garante segurança alimentar e nutricional, higiene pessoal, oficinas de capacitação, palestras motivacionais e lazer.

bernadetealves.com
Casa de Acolhimento para famílias em situação de vulnerabilidade no Guará

A primeira-dama, Mayara Noronha Rocha, lembra que um dos entraves no acolhimento institucional era a impossibilidade de manter pai, mãe e filhos juntos. Cada um ia para unidades diferentes. Agora poderão ficar juntos. “Por conta dos laços sentimentais, da proteção e da convivência, muitas famílias optavam em seguir nas ruas a serem separadas”, explica Mayara.

“Repensamos essa questão e chegamos a ideia de que seria necessário um espaço específico para preservar e viabilizar que essa família continue junta”, diz a secretária de Desenvolvimento Social do DF, Mayara Noronha Rocha.

bernadetealves.com
Casa de Acolhimento para famílias em situação de vulnerabilidade no Guará

Na unidade, a família terá um acompanhamento socioassistencial para que possa superar essa situação de vulnerabilidade, e assim resgatarem sua autonomia. Mayara Rocha pede que a comunidade do Guará receba e apoie o serviço de acolhimento do governo do Distrito Federal.

“Estamos falando de mulheres, crianças e homens que já sofreram tanta coisa na vida e que, atualmente, precisam de um teto fraterno e seguro para que possam alcançar a autonomia em suas vidas”, finaliza Mayara Rocha, primeira-dama do Distrito Federal.


A inclusão dessas pessoas na casa segue o fluxo normal do acolhimento, via uma central de vagas da própria secretaria e por meio das equipes especializadas em abordagem social de rua.

bernadetealves.com
Casa de Acolhimento para famílias em situação de vulnerabilidade no Guará

A gestão da casa fica a cargo do Instituto Tocar, que já é parceiro da secretaria em outras ações sociais. “Viemos com a experiência de 20 anos nesse tipo de trabalho, além do acolhimento realizado no Alojamento Provisório do Autódromo. Implantar uma unidade assim é uma forma de promover o protagonismo familiar”, conta a presidente do instituto, psicóloga Regina Almeida.

bernadetealves.com
Casa de Acolhimento para famílias em situação de vulnerabilidade no Guará

A Secretaria de Desenvolvimento Social entregou neste ano duas Casas de Passagem em Taguatinga e Planaltina voltadas ao público masculino de 18 anos até 59 anos. Cada uma com capacidade para 50 pessoas. Segundo a Sedes, outras unidades serão abertas ainda neste primeiro semestre, com a meta de chegar a mais de 600 vagas de acolhimento institucional.

Fotos: Sedes