Brasil volta ao protagonismo internacional com Lula

bernadetealves.com
Presidentes Lula e a primeira-dama Janja são recebidos com honras no aeroporto, e recepcionados pelo chanceler argentino, Santiago Cafiero

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciou no domingo 22 de janeiro sua primeira viagem internacional desde que assumiu o novo mandato, acompanhado da primeira-dama, Janja Silva. O avião presidencial decolou às 18h03, na Base Aérea de Brasília.

Antes do embarque, o presidente Lula transmitiu a função de chefe do Executivo a Geraldo Alckmin. O vice-presidente assumiu interinamente as funções de presidente assim que o avião com Lula cruzou a fronteira. É a primeira vez que Geraldo Alckmin assume as funções de presidente da República. Ele fica inteirinamente na função até Lula retornar do Uruguai.

bernadetealves.com
Presidente Lula viaja à Argentina e Geraldo Alckmin assume interinamente a presidência do Brasil

O avião presidencial chegou em Buenos Aires às 21h13 de ontem. Lula e Janja foram recebidos com honras no aeroporto, e recepcionados pelo chanceler argentino, Santiago Cafiero e Banda das Forças Armadas.

O presidente tem compromissos oficiais hoje e amanhã (24). A viagem tem como objetivo fortalecer relações com alguns dos principais parceiros do Brasil na América Latina. Lula participa da 7ª Cúpula de Chefas e Chefes de Estado da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

Antes da reunião com o presidente da Argentina, Alberto Fernández, o presidente Lula fez a oferenda de flores na Plaza San Martín, monumento símbolo da independência da Argentina em relação à Espanha. Depois foi recebido por Alberto Fernández, na sede do poder Executivo da Argentina, a Casa Rosada, em Buenos Aires.

bernadetealves.com
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva deposita flores em monumento de San Martin, símbolo da independência da Argentina em relação à Espanha

“A minha presença como primeira viagem feita depois da minha eleição a um país estrangeiro é para dizer ao meu amigo Alberto Fernández que nós vamos reconstruir aquela relação de paz, produtiva, avançada, de dois países que nasceram para crescer, se desenvolver e gerar melhores condições de vida para os seus povos“, disse Lula.

Lula prometeu que, ao término de seu mandato, “a relação do Brasil com a Argentina será a melhor entre todos os países da América do Sul”.  “Nossas universidades também precisam estar mais próximas. Uma boa relação não é apenas comercial, mas também cientifica, tecnológica, cultural e política.”, disse o presidente do Brasil.

bernadetealves.com
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva é recebido pelo presidente da Argentina Alberto Fernández, na Casa Rosada, sede do poder Executivo da Argentina

O Presidente argentino classificou a reunião com Lula como “sensacional”. “Tivemos uma reunião sensacional, teremos um vínculo muito mais profundo que vai durar pelas próximas décadas”, disse. “Continuam nos ligando os mesmos problemas, porque aqui passou [Maurício] Macri e lá [Jair] Bolsonaro. Temos desafios muito parecidos”.

Após o encontro, o Presidente da República Argentina, Alberto Fernández e a esposa, Fabiola Yáñez, receberam o Presidente Lula e a primeira-dama O chefe do Executivo estava acompanhado da primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, e comitiva com almoço. Depois o Presidente Lula participa da Cerimônia de abertura do Encontro Empresarial Brasil-Argentina, 15h30 – Cumprimentos às representantes das Mães e Avós da Praça de Maio; e ao cair da noite vai a inauguração da Mostra Fotográfica “Povos Originários – Guerreiros do Tempo”, de Ricardo Stuckert e encerra a agenda na apresentação musical em celebração à Irmandade Brasil-Argentina.

bernadetealves.com
Presidentes Lula e Fernandez e as primeiras-damas Janja e Fabiola Yáñez, na Casa Rosada em Buenos Aires

O presidente Lula está acompanhado do ministro Mauro Vieira (Relações Exteriores), ministro Fernando Haddad (Fazenda), ministra Nísia Trindade (Saúde), ministro Márcio Macêdo (Secretaria-Geral da Presidência), ministra Luciana Santos (Ciência e Tecnologia) e ministro Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação Social).

No sábado (21), Lula e Fernández assinaram um artigo juntos no jornal argentino Perfil defendendo a criação de uma moeda comum para transações comerciais entre entre Brasil e Argentina. “Pretendemos quebrar as barreiras em nossas trocas, simplificar e modernizar as regras e incentivar o uso de moedas locais. Também decidimos avançar nas discussões sobre uma moeda sul-americana comum que possa ser usada tanto para fluxos financeiros quanto comerciais, reduzindo custos operacionais e nossa vulnerabilidade externa”, diz o artigo.

Na quarta-feira dia 25, o presidente Lula segue em viagem oficial para o Uruguai, onde se encontra com o chefe do Executivo no país, Luis Alberto Lacalle Pou.

Fotos: Ricardo Stuckert