Brasília ganha segunda estação de metrô com energia solar fotovoltaica

Estação Solar Samambaia Sul
Inauguração da Estação Solar Samambaia Sul

O Governo de Brasília tem apostado no uso racional dos recursos naturais. Exemplo disso é a inauguração da Estação Solar Samambaia Sul, projeto de minigeração de energia limpa, proveniente de recursos naturais renováveis,  inaugurada na sexta-feira. Na prática, isso significa que a estrutura funcionará por esse meio desde o nascer até o pôr do sol, com uma capacidade de retenção de energia capaz de alimentar ainda outros locais.

Estação Solar Samambaia Sul
Estação Solar Samambaia Sul

A instalação de placas fotovoltaicas faz parte do programa Metrô Sustentável, que reúne projetos para: utilização de energias renováveis no sistema metroferroviário, implementação da agenda ambiental na administração pública e conscientização de passageiros e funcionários quanto ao uso racional dos recursos naturais.

Inauguração da Estação Solar Samambaia Sul
Governador de Brasília Rodrigo Rollemberg

A Estação Solar Samambaia Sul ganhou 561 painéis, com capacidade para gerar 308 mil quilowatts-hora por ano, o equivalente a 100% do consumo da estação. As placas fotovoltaicas possuem garantia de eficiência de 25 anos. O valor do contrato com a empresa vencedora da licitação é de R$ 883.985,99. Os recursos são de emenda parlamentar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para o funcionamento tecnológico desse sistema, o Governo do Distrito Federal investiu mais de R$ 883 mil, mas espera uma economia futura que gira em torno de R$ 260 mil por ano. O engenheiro civil do Metrô, Dalmo Coelho, disse que o valor aplicado se paga após cinco ou seis anos, com as tarifas que temos hoje em dia. “Como a placa tem uma durabilidade estimada de mais de 20 anos, ou seja, temos uma boa frente para gerar energia solar gratuita. Isso acaba sendo uma economia muito boa para o povo de Brasília e para o metrô também”.

Brasília passa a contar com duas estações de metrô totalmente abastecidas por energia solar fotovoltaica. O primeiro terminal desse tipo é a Estação Guariroba, em Ceilandia.  “É uma inovação, um passo importante rumo à modernidade. Além de economia de recursos, visamos a sustentabilidade”, destacou o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, na solenidade de lançamento. Rollemberg disse que  Brasília está cumprindo seu papel de ser vanguarda de um novo tempo.

Inauguração da Estação Solar Samambaia Sul
Marcelo Dourado, Diretor-presidente do Metrô

De acordo com diretor-presidente da Companhia do Metrô-DF, Marcelo Dourado, com as duas estações, serão economizados, em média, R$ 260 mil por ano em gastos com energia. Além disso, o sistema está conectado à rede da distribuidora local e o excedente da energia solar beneficiará todo o sistema metroviário da capital do País.

Inauguração da Estação Solar Samambaia Sul
Inauguração da Estação Solar Samambaia Sul

“A previsão dos nossos engenheiros é que o excedente dessa energia seja distribuído para as estações próximas, que são Furnas e Terminal Samambaia, além de também servir como força motriz dos trens”, explicou o diretor-presidente da Companhia Marcelo Dourado.

Inauguração da Estação Solar Samambaia Sul
Governador de Brasília Rodrigo Rollemberg

Aproximadamente 170 mil passageiros são transportados no Metrô-DF diariamente. Na estação Samambaia Sul, 2,4 mil passageiros embarcam todos os dias.

Inauguração da Estação Solar Samambaia Sul
Inauguração da Estação Solar Samambaia Sul