Ipê Amarelo: exuberante flor que revigora e alegra Brasília

bernadetealves.com

O ipê, conhecido popularmente como “pau-d’arco”, foi oficializado em 1978 pela Lei  6.507 como a flor nacional do Brasil.  É muito conhecido por sua beleza, exuberância das flores e ampla distribuição em todas regiões do Brasil.

bernadetealves.com
Ipê amarelo emoldurando o Congresso Nacional

Os ipês são caducifólias, ou seja, perdem todas as folhas que são substituídas por cachos de flores de cores intensas que apresentam-se em tríades em conjuntos de inflorescências róseo-violáceas. 

bernadetealves.com

Suas flores possuem forma de funil, como se fossem uma cornetinha, podem ser elas amarelas, roxas, rosas, brancas e até verdes. Floresce entre junho e novembro, começando pela cor roxa, depois o amarelo, o branco e o rosa.  Elas caem no decorrer de uma semana, cobrindo o chão com a sua cor.

bernadetealves.com
Ipê amarelo emoldurando a Catedral de Brasília

O nome ipê origina-se da língua indígena tupi e significa casca dura. O mesmo também é conhecido como “pau d’arco”, porque antigamente os índios utilizavam a madeira dessas árvores para fazerem os seus arcos de caça e defesa. Ou seja, há muito tempo o ipê é utilizado como matéria prima em razão da boa qualidade da madeira. São árvores de grande porte que gostam de calor e sol pleno.

bernadetealves.com
Ipês dão o tom no gramado seco da Esplanada dos Ministérios

A natureza é muito perfeita e mesmo com o clima diferente em cada região do Brasil, os ipês encantam em diversos meses do ano com suas variadas cores. Aqui em Brasília em plena estiagem e com baixa umidade relativa do ar, os ipês amarelos revigoram a cidade e proporcionam alegria e esperança, nestes tempos incertos e difíceis de pandemia do novo coronavírus.

bernadetealves.com
A exuberância do ipê amarelo nas quadras de Brasília

O ipê amarelo costuma florescer a partir de julho até final de setembro. Sua florada é exuberante e fantástica, muito utilizada no paisagismo, podendo ser considerada uma das mais belas dentre as espécies de ipês. A árvore pode alcançar de 6 até 14 metros de altura e tronco de 30 a 50 cm. A espécie é comum em todo o Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil.

bernadetealves.com
bernadetealves.com
Ipê amarelo emoldurando o Museu Nacional em Brasília
  • bernadetealves.com
  • bernadetealves.com
  • bernadetealves.com
  • bernadetealves.com

Para compor todo este cenário de cores, o céu da capital do país proporciona espetáculos diários. Em tempos de isolamento social as janelas de nossos carros viram molduras para os mistérios da natureza.

bernadetealves.com
O amanhecer em Brasília é um espetáculo indescritível

A arquitetura da cidade em contraste com a pintura da natureza tornam o amanhecer e o entardecer únicos, indescritíveis. Que a beleza da natureza floresça dentro de cada um de nós. Viva a vida!

bernadetealves.com
O arco-iris de cores do entardecer na Esplanada dos Ministérios em Brasília