Vanusa, ícone da música nacional, morre aos 73 anos

bernadetealves.com
Vanusa, ícone da música nacional, morre aos 73 anos neste 8 de novembro

É com pesar que noticio o falecimento de Vanusa, uma das cantoras mais bem-sucedidas e de respeito desde o início da Jovem Guarda. Ela sofreu uma insuficiência respiratória durante a madrugada deste domingo, 8 de novembro, na casa de repouso onde morava há mais de dois anos, em Santos, no litoral paulista.

A cantora Vanusa, partiu aos 73 anos, deixando as “manhãs de Setembro” e as doces lembranças de sua belíssima voz. Vanusa  gravou 23 discos na carreira, superando a marca de três milhões de cópias vendidas. Representante do Brasil em vários festivais internacionais, ganhou diversos prêmios durante a carreira.

bernadetealves.com
Os cantores Vanusa e Ronnie Von

A noticia de sua morte deixou milhares de fãs entristecidos como Ronnie Von que disse que estava com o “coração apertado”. “Vanusa estava durando, não Vivendo”.Vanusa e Ronnie protagonizaram a novela “Cinderela 77”, exibida na TV Tupi em 1977.

“Para mim é a perda da minha princesa, da minha Cinderela 77. Uma época em que nós confidenciamos uns aos outros, nossas alegrias e nossos momentos emocionais. Ela, na época, perdidamente apaixonada por Augusto César Vannucci e eu num momento difícil, numa separação muito doída. Isso fez com que nós nos uníssemos para sempre”, declarou Ronnie Von.

Vanusa tinha  três filhos: Amanda e Aretha do casamento com o cantor Antonio Marcos e Rafael , do seu relacionamento com o diretor Augusto Vannucci.  Segundo o filho  Rafael Vannucci,  a saúde da artista se debilitou nos últimos anos, devido à depressão e a problemas causados pelo uso de medicamentos tarja preta em excesso.  Ele diz que ela sofria também com um estágio avançado de uma demência semelhante ao mal de Alzheimer.

bernadetealves.com
Cantora Vanusa com o marido Antonio Marcos e as filhas

Em 2015, Vanusa afirmou que o episódio do Hino Nacional ocorrido em 2009 “foi a gota” para desencadear uma depressão e ser internada em uma clínica para tratamento.

“Eu trabalhei muito a minha vida inteira, chegou uma hora que me esvaziei, entrei em depressão e, conversando com um amigo, eu disse: ‘ou me interno ou me mato. [O episódio do Hino] foi a gota”, disse à TV Globo. Passei seis meses na clínica, caminhava, nadava, fazia exercício e não tinha vontade de sair. Mas saí de lá ‘zerada’ e fortalecida”…

bernadetealves.com
Vanusa, ícone da música nacional, morre aos 73 anos

Vanusa Santos Flores nasceu em Cruzeiro, interior de São Paulo, mas foi criada em Uberaba, Minas Gerais. Foi lá que, aos 16 anos, iniciou sua carreira no grupo Golden Lions. Depois de percorrer diversas cidades, foi descoberta pela TV Excelsior, estreando na televisão nos anos 1960.

Ela fez parte do humorístico Os Adoráveis Trapalhões. Em seguida, participou de algumas edições do programa Jovem Guarda, da Record. Na década seguinte, Vanusa emplacou diversos sucessos musicais, como “Mudanças”, “Sonhos de um Palhaço” e “Paralelas”.

Conquistou o Brasil com “Manhãs de Setembro”, de 1973, parceria com Mário Campanha. Lançada em plena ditadura, a letra, romântica à primeira vista, esconde um contumaz discurso político. “Fui eu que em primavera só não viu as flores”, canta em referência a “Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores”, de Geraldo Vandré.

Siga o caminho da luz, querida e inesquecível Vanusa.  

Fotos: AgNews e arquivo pessoal