Medinilla: brilho foliar e abundância floral

bernadetealves.com

Medinilla magnifica é um arbusto nativo da Filipinas e Oceania, que se adapta em climas topicais. É uma planta de excelente impacto visual e altamente decorativa pelos lindos e grandes cachos de flores pendulas cor-se-rosa e pelo brilho foliar.

bernadetealves.com
Medinilla: brilho foliar e abundância floral dentro de casa

As inflorescências pendentes, longas, de até 30 cm de comprimento, com flores pequenas róseas, dispostas em cachos, com brácteas róseas, como se fossem cacho de uva e por isso ganhou o nome popular de “uva-rosa”. Desabrocham na primavera-verão e são muito duráveis.

bernadetealves.com
O desabrochar da Medinilla magnífica

As brácteas são uma espécie de folha colorida. Quando a flor termina, as brácteas rosadas permanecem no lugar por um longo tempo, portanto a Medinilla floresce por um período extra longo.

bernadetealves.com
Medinilla magnífica: brilho foliar e abundância floral

Por ser uma planta tropical, não aceita lugares sujeitos a geada ou neve. Seu habitat preferido é de clima quente, úmido e semi sombreado. Necessita ao menos 4 horas diárias de luminosidade indireta pela manhã ou pela tarde para que floresça satisfatoriamente. A luz solar direta apenas do sol da manhã. 

A planta é perfeita para compor conjuntos com outras espécies tropicais, como alpínias, helicônias, gengibres, formando suaves contrastes de texturas e cores. Por ser uma planta vistosa, mas ainda rara e exótica, causa impacto aos espectadores de sua beleza e tem sido utilizada em jardins contemporâneos e tropicais. Nas Filipinas, seu local de origem, as medinillas são vistas sobre as árvores.

bernadetealves.com
A beleza e suavidade das brácteas róseas da Medinilla

A Medinilla multiplica-se por sementes ou estacas e seu crescimento é lento. Quando se desenvolve pode atingir até dois metros de altura e não são recomendadas podas.

bernadetealves.com
A beleza das inflorescências pendentes da Medinilla magnífica

A adubação, deve ser feita com adubo orgânico durante a fase de formação dos botões florais para garantir brilho foliar e abundância floral. Pode ser cultivada em vasos grandes com regras frequentes sem acumular água nas raízes ou em local definitivo em jardins.

A beleza da Medinilla está também nas folhas sésseis, verde-escuras, opostas, cerosas, brilhantes e com nervuras claras e bem marcadas.