Setembro Amarelo: criando esperança por meio da ação

bernadetealves.com
Ao menor sinal de sofrimento busque ajuda ou ofereça ajuda a quem precisa


O Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio é celebrado nesta sexta-feira, 10 de setembro. O tema de 2021 é ” Criando esperança por meio da ação”. A campanha alerta que agir de maneira correta nas situações em que pessoas demonstrem interesse no autoextermínio pode salvá-las.


O mês dedicado à valorização da vida e de prevenção ao suicídio é promovido pelo Centro de Valorização da Vida, da Associação Brasileira de Psiquiatria e do Conselho Federal de Medicina. Segundo a porta-voz da entidade, Leila Herédia, “todos podem contribuir para ajudar um amigo, colega de trabalho, professor ou familiar”.


Para a voluntária do CVV
, o tema da campanha deste ano é importante para alertar sobre a importância de ajudar o próximo. Leila defende que o problema é de saúde pública e que informações sobre o tema devem ser compartilhadas de forma responsável. Este ano, devido à pandemia do novo coronavírus, a campanha do Setembro Amarelo provida pelo CVV será virtual.


Vamos acolher quem está precisando e ficar atento aos sinais de vulnerabilidade. Quando alguém pensa em suicídio, a pessoa quer matar a dor e não a vida. Precisamos enfrentar este problema tão sério e tão difícil de ser abordado em nossa sociedade.

bernadetealves.com
Agir salva vidas e todas importam


Vamos ficar atentos aos sinais e agir. Depressão, tristeza profunda, falta de motivação, alto grau de pessimismo, são distúrbios que prejudicam e muito a qualidade de vida das pessoas e podem ser o estopim para uma decisão que não tem volta: o suicídio.


Quando alguém demonstrar sofrimento ou agir de forma estranha vamos ajudá-lo a buscar ajuda. O SUS oferece Centros de Apoio Psicossocial (CAPS) com toda estrutura para lidar com o problema. Agir salva vidas e todas importam.

bernadetealves.com
Agir salva vidas e todas importam


O suicídio é uma das principais causas de morte no Brasil e no mundo. Em nosso país, todos os dias cerca de 32 pessoas dão fim à própria vida.


Pesquisa Nacional de Saúde Escolar, divulgada pelo IBGE, mostra que as meninas têm se sentido mais tristes e mais preocupadas, na maior parte do tempo, do que os meninos. Com isso os indicadores de saúde mental são piores para as meninas. E mais: 26,5% das meninas relataram já ter sofrido bullying, meninas estão insatisfeitas com o próprio corpo e 1 em cada 5 estudantes já sofreram violência sexual.

bernadetealves.com
Vamos acolher quem está precisando e ficar atento aos sinais de vulnerabilidade


Estes dados são preocupantes e mostram que precisamos estar atentos sobre a forma como criamos e socializamos nossos adolescentes. É na adolescência que muitos sintomas se manifestam e que podem abalar a saúde mental. Eles precisam de um olhar cuidadoso para se desenvolverem com segurança e autoestima para se tornarem adultos fortalecidos.


Nada é mais valioso que a vida. Ela é nosso maior tesouro e necessita de proteção. Ao menor sinal de sofrimento busque ajuda ou ofereça ajuda a quem precisa.

bernadetealves.com
Setembro Amarelo – mês de prevenção ao suicídio


Falar é a melhor solução. Ouvir é ajudar. Vamos juntos semear empatia para fortalecer a vida.

Fotos: Divulgação e Reprodução