Filme brasileiro “A vida invisível de Eurídice Gusmão” é premiado em Cannes

Karim Ainouz, diretor de 'A Vida Invisivel de Euridice Gusmao', recebe o prêmio da mostra Um Certo Olhar em Cannes 2019 - Bernadete Alves
Diretor Karim Ainouz

O cearense Karim Ainouz, diretor do filme  ‘A Vida Invisível de Euridice Gusmao‘, recebeu o prêmio da mostra Um Certo Olhar em Cannes 2019. Brasil ganha seu primeiro prêmio principal da competição paralela do evento.

A mostra Um Certo Olhar é uma competição paralela à oficial de Cannes, e tem o objetivo de exibir e celebrar obras com linguagem experimental. Este ano, seu júri é presidido pela atriz e diretora libanesa Nadine Labaki.

Filme brasileiro 'A Vida Invisivel de Euridice Gusmao', recebe o prêmio da mostra Um Certo Olhar em Cannes 2019
Diretor e elenco do filme brasileiro ‘A Vida Invisível de Euridice Gusmao’

Este é o terceiro longa do diretor brasileiro apresentado em Cannes. Sua primeira participação foi em 2002 com o filme “Madame Satã”. Retornou ao festival em 2011 com “O abismo prateado” e agora com a “A Vida Invisível de Euridice Gusmao”, baseado no livro de Martha Batalha.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O filme narra a trajetória de duas irmãs cariocas nos anos de 1950, filhas de portugueses conservadores ,cujos sonhos são soterrados pelo peso de uma sociedade machista que não permite que a mulher sonhasse seu sonho. A mulher não podia levantar a voz ou o comprimento da saia. As irmãs sofrem com a separação imposta pelo pai machista. Fernanda Montenegro e Carol Duarte dividem o papel de Eurídice. Um grito contra o patriarcado.

A vida invisível de Euridice Gusmão - livro - Bernadete Alves

Adaptar o livro tão intimista de Martha Batalha constituía um desafio significativo, que os roteiristas Murilo Hauser, Inés Bortagaray e Karim Aïnouz superaram devido ao trabalho com exterioridades, ou seja, com o impacto visível da opressão social no corpo das irmãs Eurídice e Guida”.

“É um grande prazer representar o Brasil”, afirmou o diretor ao receber o prêmio, segundo o site da revista “The Hollywood Repórter”. “A gente está passando por um momento no Brasil no qual a intolerância é algo muito forte.”

As atrizes Flavia Gusmao, Barbara Santos, Carol Duarte e Julia Stockler com o diretor - Bernadete Alves
As atrizes Flavia Gusmao, Barbara Santos, Carol Duarte e Julia Stockler com Karim

O diretor lembrou das vítimas de feminicídio no Brasil e dedicou seu trabalho a todas as mulheres. “Até hoje as mulheres ainda sucumbem a um mundo em que os homens ditam as regras”, lembrou. O filme é uma crítica à família tradicional da década de 50. É um drama que assombra a celebra a resiliência das mulheres.

Exibido fora da competitiva do Festival de Cannes, pela mostra Um Certo Olhar, o longa vem acumulando elogios por parte da crítica especializada. “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão” tem previsão de estreia em novembro no Brasil.

Filme brasileiro 'A Vida Invisivel de Euridice Gusmao', recebe o prêmio da mostra Um Certo Olhar em Cannes 2019
Elenco do filme “A Vida Invisivel de Euridice Gusmao’ no tapete vermelho de Cannes

Martha Batalha tem um estilo todo próprio e conduz o leitor em uma leitura fluida e bastante agradável. O livro já teve seus direitos vendidos para o cinema e para várias editoras estrangeiras.