CLDF realiza Sessão Solene em homenagem ao programa Jovem Candango

CLDF realiza Sessão Solene em homenagem ao Jovem Candango - Bernadete Alves

O deputado distrital Agaciel Maia, autor da Lei 5.216/2013, que cria o Programa Jovem Candango no Distrito Federal, realizou ontem, duas sessões solenes, em comemoração aos cinco anos deste importante programa que amplia as oportunidades do primeiro emprego aos estudantes de 14 a 18 anos de idade, que estejam cursando as últimas séries do ensino Fundamental e Ensino Médio.

Agaciel Maia, presidente da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças da CLDF, recebeu no Auditório da Casa, o vice-governador Paco Britto, secretário da Juventude Léo Bijos, Daniel Maia, do Força Jovem, a estudante Stephany Beatriz Silva, da instituição Jerônimo Candinho,  o estudante Paulo Henrique Fidelis, da instituição Renapsi e integrantes do programa Jovem Candango.

CLDF realiza Sessão Solene em homenagem ao Jovem Candango - Bernadete Alves
Deputado Agaciel Maia preside Sessão Solene em homenagem ao Jovem Candango

Para o deputado Agaciel Maia, a homenagem visa incentivar, reconhecer e motivar os alunos que se empenham no estudo e no trabalho, estimulando o processo de ensino e aprendizagem. Agaciel garantiu que o programa será ampliado.

“Os jovens têm a oportunidade de ingressarem no mercado de trabalho por meio de contratação em órgãos públicos do GDF, com carteira assinada, recebendo um salário mínimo, vale transporte e alimentação e os demais direitos trabalhistas”, disse Agaciel.

CLDF realiza Sessão Solene em homenagem ao Jovem Candango - Bernadete Alves
Deputado Agaciel Maia durante homenagem aos 5 anos do programa Jovem Candando

“Me sinto honrado de ser o autor da Lei que apoia o trabalho dos adolescentes.É uma alegria estimular a formação profissional para os jovens  e propiciar mais oportunidades e qualidade de vida.  Meu forte abraço aos jovens formandos do Programa Jovem Candango 2019. Sucesso na trajetória”, finalizou o parlamentar.

CLDF realiza Sessão Solene em homenagem ao Jovem Candango - Bernadete Alves

O vice-governador, Paco Britto, falou da importância do programa  Jovem Candango para o futuro dos adolescentes. “Temos que pensar não apenas no presente, mas, também, no futuro desses adolescentes. Esse programa tem essa intenção: preparar o jovem para o mercado de trabalho, visando um futuro promissor, longe das ruas e da criminalidade”, declarou.

CLDF realiza Sessão Solene em homenagem ao Jovem Candango - Bernadete Alves
Léo Bijos, secretário de Juventude do Distrito Federal

O secretário da Juventude, Léo Bijos, disse que também foi aprendiz em um programa similar ao do Jovem Candango. “Se hoje estou aqui, como secretário do governo do Distrito Federal, é porque acreditei e também acreditaram em mim”, falou Bijos.

CLDF realiza Sessão Solene em homenagem ao Jovem Candango - Bernadete Alves
Deputado Agaciel Maia, durante homenagem aos 5 anos do Jovem Candango

O deputado Agaciel e o vice-governador Paco Britto entregaram simbolicamente certificados de Honra ao Mérito aos formandos do Programa Jovem Candango 2019. Foram distribuídos 1.108 diplomas aos formandos das instituições Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi) e Obras Sociais do CEF Jerônimo Candinho.

CLDF realiza Sessão Solene em homenagem ao Jovem Candango - Bernadete Alves
Deputado Agaciel Maia, a estudante Stephany Beatriz Silva, da instituição Jerônimo Candinho, e o vice-governador Paco Britto

“A gente cresce como profissional e como pessoa. É uma experiência diferente. São 16 meses difíceis, pois convivemos com pessoas diferentes diariamente e o cansaço bateu forte. Mas podemos mostrar quem somos e que podemos ser melhores”, disse a jovem Stephany Beatriz Silva, de 19 anos .

CLDF realiza Sessão Solene em homenagem ao Jovem Candango - Bernadete Alves
Daniel Maia, deputado Agaciel Maia, estudante Paulo Henrique Fidelis, vice-governador Paco Britto e o secretário Léo Bijos

Paulo Henrique Fidelis, 16 anos, morador do Gama, também fez parte da mesa, representando a instituição Renapsi. “O jovem não tem muita credibilidade, principalmente, o da periferia. E o primeiro emprego é a oportunidade para abrir as portas. Agradeço ao programa por essa oportunidade. Eu saio agora de cabeça erguida”, disse orgulhoso Paulo Fidelis.