Setur-DF lança “Julho em Quatro Athos”

bernadetealves.com
Igrejinha da 307/308 Sul, Brasília

Para celebrar a memória artística e os 102 anos do fenomenal Athos Bulcão, a Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) lançou o projeto “Julho em Quatro Athos”, com muitas atividades como a websérie Live Tour Brasília.

bernadetealves.com
Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

Vanessa Mendonça, secretária de Turismo, diz que o projeto é um reconhecimento ao legado do artista. “Athos foi responsável pela identidade visual de Brasília e coloriu a cidade com seu talento e sensibilidade”.

bernadetealves.com
Painel Batistério, 1970, Catedral de Brasília

A programação de comemoração dos 102 anos de Athos Bulcão tem uma série de entrevistas chamadas de “Papo de Bulcão”. O público vai conhecer a contribuição do artista na arquitetura, identidade cultural de Brasília, no design e também na moda. Participam das ‘lives’ personalidades que conviveram com Athos e estudiosos de sua grande obra.

bernadetealves.com
Painel de Athos no Aeroporto de Brasília

As ‘lives’  serão transmitidas todas as quartas-feiras de julho, às 20h,no Instagram e no Youtube da Setur. Passeios virtuais pelas obras de Athos Bulcão, às 10h de sábado e roteiros ciclísticos autoguiados, também fazem parte da programação “Julho em Quatro Athos”.

O “Pedalando com Athos”  vai apresentar mini roteiros urbanos pelo Plano Piloto. A pessoa pode fazer uma maratona solo, sem aglomeração. A programação foi elaborada em parceria com a Camelo Bike Tour e os roteiros serão disponibilizados gratuitamente no Google Maps.

bernadetealves.com
Azulejos de Athos Bulcão na residência de Sérgio Parada, Lago Sul, 1999

Athos Bulcão nasceu no Rio de Janeiro, no dia 2 de julho de 1918. Foi aluno de Medicina, curso que trocou pela pintura e pela dedicação às artes visuais. Foi assistente de Cândido Portinari, a quem auxiliou no Painel de São Francisco de Assis, na Pampulha, em Belo Horizonte. Viveu uns anos em Paris. Como escultor e mosaicista, passou a colaborar com Oscar Niemeyer em 1955, integrando o esforço de construção de Brasília, a partir de 1957.

bernadetealves.com
Painel de Athos na Câmara dos Deputados

Da França, se mudou para Brasília em 1958. Foi funcionário público, atuando no Serviço de Documentação do Ministério da Educação. Além do serviço público, deu vazão ao seu talento realizando ilustrações e desenhos, e atuando também como artista gráfico.

bernadetealves.com
Igrejinha da 307/308 Sul, Brasília

Aqui em Brasília fez parcerias com o arquiteto José Filgueiras Lima, o Lelé. Recebeu diversos prêmio e condecorações por sua contribuição à cultura. Aqui fincou suas raízes até a sua morte, aos 90 anos, em 31 de julho de 2008, deixando um grande legado.

bernadetealves.com
Azulejos de Athos Bulcão no Hospital Sarah

O pintor, desenhista e escultor, ganhou projeção nacional com o uso de azulejos. Athos Bulcão deixou um legado de mais de 260 obras. Em perfeita sintonia o artista uniu criatividade ímpar à genialidade de Oscar Niemeyer. As criações do mestre enfeitam os mais famosos prédios da capital do país e constituem uma galeria a céu aberto.

Os trabalhos do pioneiro das artes em Brasília podem ser conferidas no Aeroporto Internacional JK, Congresso Nacional, Palácio do Itamaraty, Torre de TV, Catedral de Brasília,Brasília Palace Hotel,  Igrejinha das quadras 307/308 Sul,  Câmara Legislativa do DF, Hospital Sarah Kubistchek, Sala Martins Penna, Interlegis/Senado Federal, Instituto de Artes da UnB, Setor Militar Urbano,  Parque da Cidade, Escola Classe da 316 Sul, hall de entrada do Instituto Rio Branco, Disbrave da 503 Norte (o primeiro edifício construído na W3 Norte), Sauna do Clube do Congresso e  Mercado das Flores, na Asa Sul.

bernadetealves.com
Painel de Athos Bulcão no Clube do Congresso

Contemplar as obras do gênio que ajudou a fazer de Brasília uma cidade monumental é um acalento para a alma em tempos de tantas incertezas e sofrimentos causados pela pandemia da Covid-19.

bernadetealves.com
Azulejos de Athos Bulcão 1999
bernadetealves.com
Athos Bulcão na porta da Igrejinha da 308/308 Sul