Ipê branco: beleza que cura a alma no Dia da Natureza

bernadetealves.com

Brasília é mais que a capital do país. É uma cidade que proporciona qualidade de vida pela exuberância de sua natureza. As flores e as árvores, que tanto encantam pela beleza e perfume, são curadoras essenciais do corpo e da alma.

bernadetealves.com
Ipê branco emoldurando a Bandeira do Brasil

Neste 04 de outubro, Dia da Natureza, é importante fazermos uma reflexão sobre o impacto das ações humanas no meio ambiente e de valorizarmos toda esta riqueza que está ao nosso alcance.

bernadetealves.com
A beleza da flor do ipê branco

Aqui em Brasília a Novacap é a responsável por deixar a nossa cidade com mais qualidade de vida com as milhares de árvores plantas em todo o Distrito Federal. Ela vem desde a inauguração da capital protegendo a natureza para esta e as próximas gerações.

bernadetealves.com
Florada de ipê branco em Brasília

Para homenagear a mãe natureza, os ipês-brancos proporcionam neste dia um verdadeiro espetáculo a céu aberto. Neste mês de outubro, a árvore pode ser encontrada em várias quadras residenciais do Plano Piloto e em frente a Catedral de Brasília.

bernadetealves.com
Ipê Branco e Catedral de Brasília, um bálsamo para curar a alma

O ipê-branco é a grande noiva das árvores: passa o ano todo se preparando para surgir de branco numa festa que, infelizmente, dura pouco. Quando chega o auge de sua floração, de final de setembro a inicio de outubro, sua copa fica pelada de folhas, mas cobertas de flores alvas. A florada rara e exótica tem duração curta.

bernadetealves.com
Ipê branco emoldurando o Pavilhão Nacional na Praça dos Três Poderes

As flores são em forma de trompete, com pétalas muito brancas e centro amarelo. Logo em seguida surgem vagens longas de cor verde, com numerosas sementes achatadas, muito leves, facilmente dispersas pelo vento.

bernadetealves.com

É uma árvore excelência para o paisagismo nas cidades. Por não ter raízes agressivas e não atingir grandes dimensões é excelente para embelezar calçadas, parques e praças.

bernadetealves.com
Ipê branco dá paz em tempos de estiagem em Brasília

Assim como os outros ipês, se desenvolve bem em local ensolarado. É muito resistente à seca depois que está bem estabelecido, portanto, irrigue bem no primeiro ano de implantação.

A medida que cresce  adquire porte e elegância, fornecendo sombra fresca e abrigo para os pássaros. No outono, ela se despe totalmente das folhas para se preparar para o espetáculo das floradas.

A temporada efêmera por isso quando passo por um ipê-branco, fotografo porque em menos de uma semana suas pétalas enfeitam o chão ao redor da árvore com cara de fim de festa.

bernadetealves.com
Ipê branco: beleza que cura a alma

O ipê-branco é uma árvore brasileira, descrita inicialmente em 1890 como Bignonia roseo-alba. Seus nomes, tanto científico quanto popular, vêm do tupi-guarani: ipê significa “árvore de casca grossa” e tabebuia é “pau” ou “madeira que flutua”. É uma árvore usada como ornamental, nativa do cerrado e pantanal brasileiros.

bernadetealves.com
Vagens com sementes de ipê branco

A propagação do ipê branco se dá por sementes. Elas devem ser colhidas assim que as vagens iniciam sua abertura natural (processo chamado “deiscência”). Como rapidamente perdem o poder germinativo, não perca tempo e semeie-as logo em sementeiras ou saquinhos, a pouca profundidade e em substrato mantido úmido o tempo todo sem, no entanto, encharcar. A germinação é rápida e geralmente ocorre de oito a 20 dias. As mudas estão prontas para o transplante ao local definitivo com quatro meses.

Fotos: Bernadete Alves e Acácio Pinheiro / Agência Brasília