Brasília planta esperança e incentiva preservação do meio ambiente

bernadetealves.com
Plano Piloto de Brasília, por Bento Viana

Graças aos programas de arborização, Brasília possui árvores de espécies tão variadas quanto as das florestas tropicais. O florestamento teve inicio logo após a construção da Capital, e continua até hoje. O Distrito Federal tem cerca de 4 milhões de árvores plantadas.

bernadetealves.com
Parque da Cidade de Brasília Sarah Kubitschek

Arborizar Brasília não é uma tarefa puramente ornamental. As árvores purificam o ar, proporcionam sombra, abrigam a fauna, atenuam a luminosidade excessiva da Capital, melhoram a umidade do ar, reduzem a ação dos ventos, diminuem ruídos e impactos sonoros e proporcionam conforto ambiental.

bernadetealves.com
Parque Ecológico Olhos D’Água, Asa Norte

A Novacap, responsável por plantar o passado, presente e futuro,  recomenda à população não plantar árvores  em áreas públicas, pois isso gera graves problemas, como raízes que se aprofundam e invadem as redes de água, esgoto, telefone e eletricidade, possibilita que as copas das árvores invadam janelas dos apartamentos e casas e pode interferir, ainda, nas fundações prediais. Todo plantio tem que ser com a anuência da Novacap.

bernadetealves.com
Parque da Cidade de Brasília, visto de cima

Em abril deste ano, o governo do Distrito Federal formou um grupo de trabalho com representantes da Novacap,  Instituto Brasília Ambiental, e da Emater-DF para organizar, estruturar e implementar ações de arborização nas áreas urbanas, rurais e de conservação ambiental.

bernadetealves.com
Novacap planta esperança e incentiva preservação do meio ambiente

Junto com a época das chuvas chega também o tempo de plantar. Em parceria com as administrações regionais do Distrito Federal, voluntários plantam mudas e reforçam os cuidados com o meio ambiente, valorizando os espaços públicos.

Plantar mudas é uma atividade de baixo impacto físico que proporciona grande bem-estar, podendo ser realizada por pessoas de qualquer idade e condição física.

bernadetealves.com
Voluntários de Brasília plantam esperança e incentivam preservação do meio ambiente

O plantio coletivo é uma maneira de construir uma memória  positiva para o desenvolvimento integral do ser humano. Para as crianças é uma experiência muito especial para a sua formação, uma vez que favorece o auto reconhecimento enquanto ser social, inserido num contexto universal.

Segundo os educadores e neuropsicólogos, é uma excelente oportunidade para que a criança possa analisar situações complexas e interagir com problemáticas locais, proporcionando tanto a reflexão sobre as soluções mais adequadas para o equilíbrio ambiental quanto protagonizar sua responsabilidade social.

bernadetealves.com
A voluntária Mariana Vieira com os filhos Cecília,Níkolas e Igor, plantando árvores no Taguaparque

Com o intuito de contribuir ainda mais pela natureza, no sábado (21), muitos voluntários se reuniram no Taguaparque, em Taguatinga, para semear árvores. Com o apoio da Administração Regional foram abertas aproximadamente 400 buracos. A meta é plantar mil árvores no parque durante esse período de chuvas. As mudas plantadas são oriundas do Viveiro do Taguaparque – criado recentemente pela administração regional em parceira com a comunidade, que cuida do local.

bernadetealves.com
Bispo Renato Andrade, administrador de Taguatinga

Para o administrador de Taguatinga, Bispo Renato Andrade, esse trabalho espontâneo demonstra o amor da comunidade pelo local. “O plantio de árvores frutíferas tem a simbologia de fazer do Taguaparque um grande pomar”, destaca. “Queremos fazer dele um ambiente mais agradável para nossa população, e precisamos reconhecer o trabalho desses voluntários. Sem eles não conseguiríamos fazer isso”.

bernadetealves.com
Voluntários de Brasília plantam esperança no Taguaparque de Taguatinga

Recentemente a ação aconteceu em Águas Claras. O grupo Voluntários do Parque Ecológico Águas Claras, com mais de 80 pessoas, e os agentes de parque lotados na unidade, com apoio do Instituto Brasília Ambiental, concluem, no domingo (8), o plantio local de cerca de 800 mudas. A área do parque que está recebendo as plantas ganhou o nome de Bosque dos Voluntários, em homenagem aos que atuam por livre e espontânea vontade no lugar.

bernadetealves.com
Parque Ecológico de Águas Claras

Em outubro uma parceria entre o Movimento Ecos do Cerrado e o Instituto Brasília Ambiental, por meio da sua Diretoria de Unidades de Conservação (Diruc), anunciou que  realizará o plantio de cinco mil mudas em parques no Distrito Federal, este ano a ação tem o objetivo especial de homenagear as vítimas da Covid-19, assim como, as crianças que nasceram nesse tempo de pandemia. A ação teve inicio no dia 25.

bernadetealves.com
Voluntários do Movimento Ecos do Cerrado plantam esperança

Plantios coletivos de mudas de árvores são de grande importância para a preservação do meio ambiente. Plantar uma árvore é um ato que faz renascer a esperança de um futuro melhor.

bernadetealves.com
Novacap plantando o futuro do DF

Fotos: Bento Viana, Paulo H Carvalho/Agência Brasília,  e Divulgação Brasília Ambiental