Em caso raro, nascem trigêmeos idênticos de parto normal

bernadetealves.com
A enfermeira Sheyla Santos com os trigêmeos nascidos em Roraima, o condutor Charles Madeira e o médico médico Julio Heredia

Uma mulher, de 27 anos, que estava grávida de gêmeos, deu à luz trigêmeos de parto normal na quinta-feira, dia 02, na região de Monte Cristo, na zona Rural, em Boa Vista, Roraima.

A mãe dos bebês estava em casa com o pai das crianças quando entrou em trabalho de parto. Até então, o casal esperava que fossem gêmeos, mas a surpresa triplicou quando nasceu o terceiro menino.

Os recém-nascidos, todos meninos, foram gerados em uma única placenta e nasceram de 8 meses, conforme informação  do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) municipal, que prestou atendimento à mãe e os bebês.

Quando os socorristas chegaram encontraram o pai das crianças realizando o parto. Imediatamente a equipe iniciou os procedimentos para assistência da mãe e dos bebês. A equipe  foi coordenada pelo médico Julio Heredia e contava com a enfermeira Sheyla Santos e o condutor Charles Madeira.

O Samu finalizou o procedimento do parto, deu  assistência à mãe e aos bebês, além de medidas de secagem e aquecimento, verificação de sinais vitais, clampeamento do cordão umbilical. Após todo o procedimento, bebês e mãe foram levados para a Maternidade Nossa Senhora de Nazaré, no São Pedro, zona Norte de Roraima.

bernadetealves.com
Trigêmios univitelinos nascem de parto normal na zona Rural de Boa Vista

A enfermeira Sheyla Santos, que ajudou no parto, disse que os bebês nasceram bem, sem complicação. “Foi uma surpresa para eles, pois esperavam dois bebês e felizmente mesmo em toda essa situação os três nasceram bem, corados, chorando muito e nenhuma dificuldade durante o parto de um para o outro. Fico feliz de poder ter contribuído para a chegada desses meninos, pra mim é sempre uma felicidade participar do processo do parto e nascimento”, disse a enfermeira.

 Fazer um parto em casa sem ter se programado é difícil. Imagina então dar à luz a três de forma inesperada. Ainda bem que o SAMU foi preciso e ajudou a mamãe e os bebezinhos.

As crianças nascidas de partos triplos, quádruplos ou mais também são chamados de gêmeos. Apesar de não haver uma estatística precisa, estima-se que uma em cada 85 gravidezes é gemelar. Existem duas maneiras de nascerem irmãos gêmeos: bivitelinos ou univitelinos. No caso de bivitelino, são gerados por dois óvulos e dois espermatozóides, com carga genética distinta. São gerados em duas placentas e membranas amnióticas distintas.

Quando um óvulo é produzido e fecundado por um só espermatozoide e se divide em duas ou três culturas de células completas, dá origem aos gêmeos idênticos, ou monozigóticos, ou univitelinos. Eles dividem a mesma placenta, o mesmo saco gestacional, mas apresentam uma membrana amniótica diferente. Em casos mais raros, pode acontecer de os embriões compartilharem a mesma placenta e o mesmo líquido amniótico. Sempre possuem o mesmo sexo. Os gêmeos idênticos têm o mesmo genoma, e são clones um do outro. Apenas 1/3 das gestações são de gêmeos univitelinos.