Páscoa: a festa da Vida e da Esperança

bernadetealves.com

O Papa Francisco presidiu à missa na Basílica Vaticana, na sobriedade que tem caracterizado as celebrações da Semana Santa. No lugar dos fiéis e das flores que enfeitam a Praça São Pedro no Domingo de Páscoa, esteve a oração de milhões de pessoas conectadas através dos meios de comunicação.

bernadetealves.com
Basílica Vaticana

“O Ressuscitado é o Crucificado. No seu corpo glorioso, estão indeléveis as feridas que se tornaram frestas de esperança”.  O Papa falou das chagas da humanidade citou as feridas abertas com o coronavírus, de modo especial os doentes, os que morreram e os familiares. “Para muitos, é uma Páscoa de solidão, vivida entre lutos e tantos incômodos que a pandemia está causando, desde os sofrimentos físicos até aos problemas econômicos.”

“ Cristo, minha esperança, ressuscitou!’. É um ‘contágio’ diferente, que se transmite de coração a coração, porque todo o coração humano aguarda esta Boa Nova. É o contágio da esperança.” O pontífice explicou que não é uma fórmula mágica que faz desaparecer os problemas, mas é a vitória do amor sobre a raiz do mal, que  transforma o mal em bem: “marca exclusiva do poder de Deus”.

O Papa disse que a epidemia não nos privou apenas dos afetos, mas também da possibilidade de recorrer pessoalmente à consolação que brota dos Sacramentos, especialmente da Eucaristia e da Reconciliação. “Mas o Senhor não nos deixa sós!”

Páscoa: a festa da Vida e da Esperança - Bernadete Alves

Francisco voltou a pedir a adesão ao apelo a um cessar-fogo global e que os políticos trabalharem em prol do bem comum. “Este não é tempo para egoísmos, pois o desafio que enfrentamos nos une a todos e não faz distinção de pessoas.”

bernadetealves.com

Francisco mais uma vez agradeceu aos médicos e enfermeiros, e a todos os profissionais que garantem os serviços essenciais necessários à convivência civil. Pediu que todos espalhem o amor e o respeito.

bernadetealves.com
Papa Francisco celebra a Missa de Páscoa neste 12 de Abril

Antes de conceder a bênção Urbi et Orbi, o Papa Francisco concluiu com mais um convite à coragem, a olhar além, para que a humanidade dissipe as trevas que pairam sobre si.

Na Vigília do Sábado Santo o Papa Francisco lembrou das dores e sofrimentos vividos por toda a humanidade por causa da pandemia do novo Coronavírus e disse que como Jesus Cristo venceu a morte e retornou  vitorioso é para todos acreditarmos que a escuridão e a morte não têm a última palavra.

bernadetealves.com
Papa Francisco durante Vigilia Pascal

“Nesta noite, conquistamos um direito fundamental, que não nos será tirado: o direito à esperança. É uma esperança nova, viva, que vem de Deus. Não é mero otimismo, nem um encorajamento de circunstância. É um dom do Céu, que não podíamos obter por nós mesmos. Tudo correrá bem: repetimos com tenacidade nestas semanas, agarrando-nos à beleza da nossa humanidade e fazendo subir do coração palavras de encorajamento. Mas, à medida que os dias passam e os medos crescem, até a esperança mais audaz pode desvanecer. A esperança de Jesus é diferente. Coloca no coração a certeza de que Deus sabe transformar tudo em bem, pois até do túmulo faz sair a vida”, disse Francisco.

bernadetealves.com

“Jesus  Cristo ressuscitou  para trazer vida onde havia morte. Ele, que derrubou a pedra da entrada do túmulo, pode remover as rochas que fecham o coração. Por isso, não cedamos à resignação, não coloquemos uma pedra sobre a esperança. Podemos e devemos esperar, porque Deus é fiel. A sua luz iluminou a obscuridade do sepulcro: hoje quer alcançar os cantos mais escuros da vida. Minha irmã, meu irmão, ainda que no coração tenhas sepultado a esperança, não desistas! Deus é maior. A escuridão e a morte não têm a última palavra. Coragem! Com Deus, nada está perdido”, assegurou o Papa.

Papa Francisco celebra Vigilia Pascal 2020 - Bernadete Alves
Papa Francisco celebra Vigilia Pascal 2020 

“Seja qual for a tristeza que habite em nós, vamos confiar naquele que é a certeza das nossas incertezas e a Palavra nos nossos silêncios. Hoje nós, peregrinos em busca de esperança, estreitamo-nos a Vós, Jesus ressuscitado. Voltamos as costas à morte e abrimos os corações para Vós, que sois a Vida”, disse o pontífice.

bernadetealves.com
Papa Francisco celebra Vigilia Pascal no Sábado Santo