Fabiana Di Lúcia comanda Secretaria de Empreendedorismo

bernadetealves.com
Governador Ibaneis Rocha nomeia Fabiana Di Lúcia para comanda Secretaria do Empreendedorismo

Com o intuito de apoiar e cuidar do micro, pequeno e médio empreendedor, e ajudá-los a superar os impactos da pandemia do novo Coronavírus, o governador Ibaneis Rocha criou a Secretaria de Empreendedorismo.

Para comandar tão importante pasta o governo escolheu alguém que tem experiência com o setor produtivo como Fabiana Di Lúcia da Silva Peixoto, subsecretária de Programas e Incentivos Econômicos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Di Lúcia tinha como desafio, entre outros, cuidar da parte de regularização imobiliária dos programas referentes ao setor produtivo. Ela participou, inclusive, da elaboração do projeto de lei que reformulou o antigo e controverso Pró-DF, seguindo as recomendações do Tribunal de Contas. Foi assim que surgiu o Desenvolve-DF, uma nova proposta de incentivos ao empresariado local que segue sob a responsabilidade da nova Secretaria.

A Secretaria de Empreendedorismo, recém criada por Ibaneis, já está construindo relacionamentos e fazendo reuniões com os presidentes das associações, sindicatos e das federações. Também tem feito visitas nas empresas e indústrias locais. “Tendo esse contato próximo com o empresário, podemos saber como a Secretaria pode contribuir com o desenvolvimento do DF; alavancar a economia local; gerar de empregos; além de diminuir a informalidade. É um trabalho longo, e pretendemos construir soluções em parceria com todos os envolvidos”, diz a secretaria.

bernadetealves.com
Secretária de Empreendedorismo Fabiana Di Lúcia em reunião com líderes empresariais

Fabiana Di Lúcia diz que muita gente desconhece o potencial produtivo e a capacidade de geração de empregos que as empresas têm. “No Desenvolve-DF, tivemos uma interlocução maior com o setor produtivo e entendemos que o problema desses empresários vai além de ter um imóvel. Ele também precisa de ter condições, operacionais e financeiras, para viabilizar o seu potencial produtivo”, afirma Fabiana.

A secretaria diz que vai ouvir a demanda do empresário e entender as necessidades específicas de cada setor, especialmente nesse momento de pandemia, se articulando como setor produtivo, especialmente das micro, pequenas e médias empresas, buscando implantar ações sinérgicas para a recuperação dos setores industrial, comercial e de serviços, fortemente impactados pelo fechamento do comércio no período de isolamento social.

Os desafios da nova pasta são muitos, como criar um núcleo de apoio voltado ao empreendedorismo, incluindo o empreendedorismo feminino, e ainda tirar as pessoas da informalidade.

Além disso, a Secretaria quer facilitar o acesso dos empresários aos benefícios criados, apoiar os seus negócios e impulsionar a geração de empregos. Entre eles, por exemplo, há o Simplifica PJ, que é um modelo de Na Hora Empresarial, onde o interessado pode sair de lá, inclusive, com crédito para viabilizar a sua atividade econômica. Sem falar nos Programas Pequenos Reparos, Cartão Material Escolar, Cartão Creche e o Emprega DF, que oferece uma redução de alíquota de até 67%.

bernadetealves.com
Secretaria do Empreendedorismo Fabiana Di Lúcia da Silva Peixoto

“Conversar com vários setores e órgãos é importante, pois não basta só dar condições para o empreendedor começar seu negócio. Temos que acompanhar e realmente monitorar o setor produtivo para elaborarmos uma retomada mais eficaz com equilíbrio econômico no âmbito do DF”, informou a secretária de Empreendedorismo.

Fabiana Di Lúcia diz que a meta é  criar um canal de atuação entre os comércios e empresas que prestam serviços no DF nesse tempo de crise sanitária. “O objetivo é o de focar mais no setor produtivo, criar um diálogo mais intenso com a área, no sentindo de atenuar e combater os impactos nesses tempos de coronavírus”.

A pasta vai também gerir e fiscalizar o programa Desenvolve DF, antigo Pró-DF. A estrutura da nova secretaria já está sendo montada. Márcio Faria Júnior, que integrou o governo Rollemberg, será secretário executivo na nova Secretaria e Thiago Jarjour, que foi secretário de Trabalho do governo Rollemberg e  disputou uma vaga de deputado distrital nas eleições de 2018 pelo PSB, deve assumir o Simplifica PJ. “Minha luta é por Brasília. Independentemente de qual governo seja, eu sempre vou estar disposto a ajudar a cidade”, garante o empresário Jajour, um empreendedor nato.

Thiago Jarjour integra secretaria de Empreendedorismo - Bernadete Alves
Empresário Thiago Jarjour integra secretaria de Empreendedorismo

A pasta de Desenvolvimento Econômico, capitaneada pelo secretário Ruy Coutinho, onde Fabiana atuava, ficará com a parte de captação de financiamentos internacionais e nacionais e de relacionamento com grandes empresas.

“Não há indústria no Distrito Federal. A economia da cidade gira em torno, basicamente, dos comércios e empresas de serviços – a exemplo das que terceirizam mãos de obras nas áreas de limpeza, vigilância e computadores – que representam 94,3% do Produto Interno Bruto local. Especialistas apostam na expansão de setores considerados pontos fortes no DF como o agronegócio e o ramo da tecnologia”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ruy Coutinho.