Reeducação alimentar: a importância dos hábitos saudáveis

bernadetealves.com

A comida exerce papel cultural e emocional. Tudo aquilo que ingerimos no dia a dia reflete diretamente em nossa vida. Desde aspectos físicos às questões emocionais e comportamentais. 

Estudos na área de nutrição humana demonstram que um indivíduo equilibrado nutricionalmente tem menos chances de desenvolver doenças mentais e físicas. Por isso a importância dos hábitos de vida saudáveis. Mudar hábitos requer disciplina e boa vontade.

A reeducação alimentar é, sem dúvida, a melhor receita para modificar hábitos alimentares e comportamentos com relação à alimentação. Ela serve para compreender melhor o efeito da alimentação em nossa vida diária e proporciona mais saúde para o corpo e para a mente.

bernadetealves.com
Reeducação alimentar: a importância dos hábitos saudáveis

A melhor receita para emagrecer com saúde, consiste em comer alimentos saudáveis, como frutas, verduras, legumes e carnes magras e diminuir o consumo de alimentos industrializados,como refrigerantes, frituras, alimentos ricos em açúcar e sal.

As mudanças no estilo de alimentação podem ser difíceis no início, mas quando se transformam em hábitosficam mais fáceis. Essa mudança tem que vir da gente e não porque os outros querem.

bernadetealves.com

Hábitos alimentares que melhoram a saúde:

  • Fazer as refeições em ambientes tranquilos, sem distrações;
  • Alimentar-se devagar, descansando entre uma porção e outra;
  • Evitar ingerir líquidos junto com os alimentos;
  • Eliminar alimentos processados, com ingredientes desconhecidos;
  • Criar o hábito de cozinhar em casa para adquirir mais consciência da alimentação;
  • Unir a alimentação saudável a outras práticas para a qualidade de vida e bem-estar;
  • Beber muita água durante o dia, ao menos dois litros por dia.

A mudança de hábitos alimentares pode servir para reduzir o apetite, acelerar o metabolismo, eliminar alimentos danosos, reduzir a ingestão calórica, acompanhar alguma restrição ligada a doenças, aumentar a energia para a execução de exercícios específicos, entre outros.

bernadetealves.com
Cardápio ideal para saúde do corpo e da mente

A reposição dos nutrientes, bem como o uso de dietas ricas em substâncias como vitaminas, antioxidantes, minerais, micro e macro nutrientes, que participam e controlam ativamente todas as reações químicas do organismo, são imprescindíveis para a manutenção da vida e da saúde.

Assim como a insônia e o estresse e outras doenças tem efeito significativo na saúde e no peso, uma alimentação saudável também influencia diretamente no funcionamento da mente e do corpo.

Cada vez mais as pessoas apresentam doenças precoces, como diabetes, obesidade e depressão. Introduzir novos hábitos alimentares serve para minimizar esses sintomas e consequências.

Estar bem consigo mesmo ajuda a emagrecer e, também, a ter consciência dos alimentos que ingerimos, a não exagerar e comer mais devagar, apreciando cada pedaço.

bernadetealves.com
Alimentos saudáveis para o corpo e mente

Em grande parte das vezes, maus hábitos alimentares como açúcar, sal e gordura em excesso, estão associados a condições mentais e distúrbios, que geram comportamentos nocivos de alimentação para compensar outros incômodos. Cada indivíduo, em particular, está sujeito a fatores genéticos na escolha do tipo e da quantidade de alimentos a consumir. Quando nosso sistema está em desequilíbrio, há possibilidade de desencadear alguns transtornos alimentares, como anorexia, bulimia, vigorexia e obesidade.

Aprender a reconhecer a origem desses comportamentos é o primeiro passo para alterar hábitos alimentares. O nutricionista e o psicólogo são os profissionais adequados para isso.

Eles ajudam não só a conhecer os alimentos adequados para cada pessoa e condição como a reconhecer a importância de adotar uma nova postura com relação à alimentação, com o objetivo de cuidar da saúde acima de tudo.

Estudos comprovam que uma pessoa que se alimenta corretamente possui mais energia para realizar suas tarefas diárias. Isso gera ânimo, boa vontade e mudanças perceptivas em seu bem-estar. Da mesma forma, cuidados com a saúde mental vão influenciar diretamente na  mudança dos hábitos alimentares.