Dia Nacional da Mata Atlântica: conhecer para preservar

bernadetealves.com

O Brasil comemora nesta quarta-feira (27) o Dia Nacional da Mata Atlântica. A data é uma referência ao ano de 1560, quando o Padre Anchieta assinou a Carta de São Vicente, documento no qual descreveu, pela primeira vez, a biodiversidade das florestas tropicais nas Américas.

A comemoração tem como objetivo promover a conservação dos recursos naturais como forma de adaptação às alterações climáticas no bioma Mata Atlântica.E,acima de tudo,conscientizar a população em geral sobre a necessidade emergencial de proteger e recuperar a Mata Atlântica brasileira, um dos biomas mais antigos do Brasil, originado há aproximadamente 70 milhões de anos.

bernadetealves.com
Unidades de preservação da Mata Atlântica

A Mata Atlântica, originalmente ocupava mais de 1,3 milhões de km² em 17 estados do território brasileiro, estendendo-se por grande parte da costa do país. Porém, devido à ocupação e atividades humanas na região, hoje restam cerca de 29% de sua cobertura original. Mesmo assim, estima-se que existam na Mata Atlântica cerca de 20 mil espécies vegetais (35% das espécies existentes no Brasil, aproximadamente), incluindo diversas espécies endêmicas e ameaçadas de extinção.

Essa riqueza é maior que a de alguns continentes, a exemplo da América do Norte, que conta com 17 mil espécies vegetais e Europa, com 12,5 mil. Esse é um dos motivos que torna a Mata Atlântica prioritária para a conservação da biodiversidade mundial.

bernadetealves.com

Em relação à fauna, o bioma abriga, aproximadamente, 850 espécies de aves, 370 de anfíbios, 200 de répteis, 270 de mamíferos e 350 de peixes. Além de ser uma das regiões mais ricas do mundo em biodiversidade, a Mata Atlântica fornece serviços ecossistêmicos essenciais para os 145 milhões de brasileiros que vivem nela.

bernadetealves.com

A Mata Atlântica é uma região de clima tropical e subtropical úmido da floresta, que se estende por 4.000 km² ao longo da costa atlântica do Brasil a partir de Rio Grande do Norte, no norte do estado ao Rio Grande do Sul, e no interior, tanto quanto o Paraguai e a província de Misiones da Argentina onde lá é conhecida por Selva Atlântica.

bernadetealves.com
Petrópolis, Rio de Janeiro

É caracterizada por uma alta diversidade de espécies e endemismo. Foi o primeiro ambiente que os conquistadores portugueses encontraram mais de 500 anos atrás, quando ele foi pensado para ter uma área de 1.000.000 para 1,5 milhões km 2 e uma distância desconhecida interior.

bernadetealves.com

A Mata Atlântica é agora designada uma Reserva Mundial da Biosfera, que contém um grande número de espécies ameaçadas de extinção. No Brasil são mais de 140 espécies ameaçadas de mamíferos terrestres encontrados na Mata Atlântica. No Paraguai existem 35 espécies listadas como ameaçadas, e 22 espécies estão listadas como ameaçadas na parte interior da Mata Atlântica da Argentina. Cerca de 250 espécies de anfíbios, aves e mamíferos foram extintos devido ao resultado da atividade humana nos últimos 400 anos. Mais de 11 mil espécies de plantas e animais estão ameaçadas hoje na Mata Atlântica. Mais de 52% das espécies de árvores e 92% dos anfíbios são endêmicas para esta área.

bernadetealves.com

A floresta abriga cerca de 20.000 espécies de plantas, com cerca de 450 espécies de árvores a ser encontrados em apenas um hectare em algumas ocasiões. Novas espécies são encontradas a cada ano e entre 1990 e 2006 mais de mil plantas floridas foram descobertas.

bernadetealves.com
APA do Pratigi

A enorme biodiversidade dos resultados de Mata Atlântica, em parte é devido a suas variações de altitude, com seus diversos regimes climáticos, bem como a história geográfica e climática da região.

Fotos:Acervo/ICMBio