Rodrigo Santoro é atração de “Sobrevoando” da National Geographic

bernadetealves.com
Imagens da série “Sobrevoando” da National Geographic, exibida no Disney+

A exuberância da natureza da América Latina será revelada hoje, em “Sobrevoando”, série da National Geographic para o Disney+. Com a voz do brasileiro Rodrigo Santoro, a série explora do alto a geografia, a história e a cultura de oito regiões deslumbrantes da América Latina, com imagens de alta definição, histórias desconhecidas e dados curiosos sobre a diversidade natural e cultural de cada uma das regiões.

“Sobrevoando” vai concorrer com Netflix, Amazon Prime e outras do gênero. “A série foi pensada para que a gente perceba que a Terra é muito grande e somos muito pequenos”, diz Fernando Semenzato, líder de desenvolvimento e produção da National Geographic. “A voz de Rodrigo foi a cereja do bolo”, acrescenta. A primeira temporada é dedicada à América Latina, mas não tem o Brasil.

bernadetealves.com
Ator Rodrigo Santoro é o narrador da série “Sobrevoando” da Disney+

Rodrigo Santoro descreve com desenvoltura a formação geológica das paisagens, culturas antepassadas e o contato moderno das cidades com a natureza. “Mostrar de uma forma bela o nosso potencial, as nossas riquezas, nos motiva ainda mais a cuidar desse patrimônio”, afirma o ator Rodrigo Santoro. “É uma espécie de convite ao público para se unir a missão da preservação.”

Não é a primeira vez que Rodrigo Santoro se engaja em produções em defesa ambiental. Em 2015, ele interpretou o próprio Oceano para uma campanha pela preservação do meio ambiente. “Se a saúde da natureza não for conservada, os humanos não irão sobreviver. Simples”, dizia o ator naquele vídeo.

Cinco anos depois, os desafios para a preservação tornaram-se ainda mais complexos. “Um dos efeitos da pandemia é que ela colocou a gente pra refletir: o que é real, o que é de fato importante?”, diz Santoro.

bernadetealves.com
Rodrigo Santoro é atração de “Sobrevoando” da National Geographic

O ator acredita que as pessoas têm buscado mais o contato com o meio ambiente e estão mais engajadas em perceber o impacto de nossa vida cotidiana para o planeta. “Se você está em uma relação e perde o respeito e admiração, você deixa de se preocupar”.

Além de imagens da natureza, os produtores de “Sobrevoando” registraram a atividade humana lá embaixo. Como os pescadores que acordam cedo, as cidades, antigos templos e edificações erguidas por povos originários, como os Maias. “Um traço muito marcante dos povos originários é a coexistência em equilíbrio”, explica Santoro.

Rodrigo diz que a natureza mostra que nós é que somos inquilinos do planeta e precisamos cuidar muito melhor. “Cada vez mais a gente percebe o quanto se distanciou da natureza e de como ela é fundamental. A arborização da cidade, a própria arquitetura, incorpora o verde, as árvores, as flores. O poder ancestral da natureza tem sido cada vez mais discutido”, diz o brasileiro.

A série traz inovação tecnológica e revela novos ângulos da América Latina e ressalta a diversidade cultural. “Queríamos sair do clássico formato de ‘explorer’, então optamos por uma abordagem mais tecnológica e saímos voando”, diz Fernando Semenzato.  “Usamos um drone de 60 centímetros que grava excelentes imagens e reunimos dados e histórias  curiosas sobre os diferentes lugares que visitamos para apresentar ao nosso público um olhar totalmente novo sobre a América Latina.”

Confira o trailer da série produzida ao longo de 2 anos, que estará disponível no Disney+ a partir de 17 de novembro e que mostra das águas frias do Canal de Beagle até o quente Mar do Caribe.

A história de povos incas, maias e astecas; e a beleza de locais gélidos, como Canal de Beagle, e paradisíacos, como o Mar do Caribe serão mostrados em oito episódios.

“Sobrevoando”, também destaca a importância de preservar o meio ambiente, apresentando espécies latino-americanas endêmicas e em risco de extinção.