Cabelo branco: varia conforme genética e situações adversas

bernadetealves.com
Cabelos brancos exigem cuidados especiais

Ter fios brancos é um processo natural de envelhecimento de todos nós, mas a canície capilar pode estar relacionada a alguma doença, conforme a etnia da pessoa e também devido a situações adversas, dizem os dermatologistas.


Segundo os especialistas em tricologia, na maioria das vezes, o aparecimento de cabelos brancos de forma precoce causa apenas uma preocupação estética. Mas, quando o embranquecimento dos fios ocorre de forma precoce, o sintoma pode ser causado por uma alteração genética, mas também consequência de alguma patologia.

O processo de embranquecimento dos fios varia conforme a genética de cada pessoa. Quando envelhecemos, os melanócitos, células que ficam localizadas na raiz do cabelo, também envelhecem e começam a perder a capacidade de produzir a melanina, pigmento que dá cor aos cabelos.

bernadetealves.com
Inicio do embranquecimento dos fios de cabelo

Normalmente os cabelos começam a branquear a partir dos 40 anos. Quem tiver fios brancos antes deste tempo pode ter algum problema genético. Os asiáticos, por exemplo, costumam ter cabelo branco, no final da terceira década de vida e os afrodescendentes, em torno da quarta década.

Cabelos brancos antes do tempo despertou o interesse de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade de Harvard, nos EUA. Os cientistas descobriram o mecanismo que faz com que os cabelos se tornem brancos quando somos expostos a situações de muito estresse. A má notícia é que quando os fios mudam de cor, o processo é irreversível.

bernadetealves.com
Inicio do embranquecimento dos fios de cabelo

Os fios brancos no cabelo foram, por muito tempo, um tabu entre as mulheres, sendo às vezes visto até como desleixo. Mais importante que os dramas capilares, o estudo pôs em evidência que os efeitos do estresse podem ser bem mais abrangentes do que se pensa. O estresse além de afetar a cor dos cabelos, também muda a cor da pele, e poder impactar outros tecidos e órgãos de forma negativa.

bernadetealves.com
Inicio do embranquecimento dos fios de cabelo

O estudo das duas universidades deixa claro que há muito que descobrir sobre os efeitos do estresse no organismo das pessoas.

O estresse oxidativo, que é resultado de um desequilíbrio entre os radicais livres e os antioxidantes do corpo, causa envelhecimento precoce e uma série de doenças no organismo, inclusive nos cabelos. Isso causa agressão às células que fazem a melanina e, como consequência, ocorre um aumento dos fios brancos e queda, chamada alopecia.

bernadetealves.com
Pessoa com alopecia areata, a popular queda de cabelos


Dermatologistas relatam que com a pandemia muitas pessoas passaram a ter queda de cabelo. Há várias pesquisas relacionando o estresse com o envelhecimento capilar.

Além do estresse, os radicais livres também contribuem para o embranquecimento e a queda de cabelo. A alopecia areata (queda de cabelo) ocorre quando o sistema imunológico ataca erroneamente os folículos pilosos, que é onde começa o crescimento do cabelo e, dessa forma, há perda dos fios.


Especialistas ainda não sabem exatamente por que o sistema imunológico faz isso, mas acredita-se que seja algo que desencadeia o sistema imunológico para reagir contra os tecidos do corpo. Possíveis causadores são infecções, vírus, medicamentos, fatores ambientais e níveis de estresse e ansiedade altos.


Radicais livres são substâncias que se formam dentro das células e atuam no envelhecimento da pele. No cabelo essas substâncias vão destruindo as células que produzem a cor até o momento em que o cabelo fica branco. Caso a exposição a radicais livres não seja controlada, o cabelo também perde volume.


Como não há medicações efetivas para prevenir os cabelos brancos, especialistas recomendam controlar os fatores de risco para que não haja aumento de radicais livres. Estresse emocional, poluição, radiação ultravioleta, doenças inflamatórias e tabagismo podem ajudar a acelerar o envelhecimento dos fios, garantem os especialistas.


Para quem não quer pintar os cabelos e assumir os grisalhos com estilo, é importante saber que além da perda de coloração, o cabelo fica mais ressecado fino e frágil.

Cuidados com grisalhos

bernadetealves.com
Cabelo branco: varia conforme genética e situações adversas
  • Para evitar que fiquem amarelados a dica é usar shampoo ou máscara matizadora de cor roxa,próprios para cabelos grisalhos. Isso vai neutralizar o tom amarelado, fazendo com que os fios fiquem branquinhos novamente.
  • Com a perda de melanina, o cabelo pode ficar mais ressecado do que antes. Por isso, intensificar as hidratações é o ideal para que os fios permaneçam maleáveis, evitando a quebra.
  • Máscaras capilares e condicionadores apropriados formam um escudo que protege os fios contra a poluição, os raios ultravioleta e as variações de temperatura.
  • Proteger os cabelos do sol. Mesmo sendo uma dica que vale para qualquer cabelo, é muito importante para a saúde capilar e, também, para evitar o efeito amarelo. Então antes de se expor ao sol, use acessórios, como chapéu e lenço, para evitar maiores agressões causadas pelos raios solares.
  • Evite ferramentas de calor como modelador ou chapinha e nem luzes. Se precisar é importante proteger os fios com um finalizador que tenha proteção térmica.
  • Com um cabelo mais seco, com certeza você não vai querer aumentar o ressecamento dele, não é mesmo? Então a palavra de ordem é evitar ao máximo as ferramentas de calor!

Essas dicas ajudam a aproveitar a beleza dos grisalhos e curtir essa fase com alto astral.

bernadetealves.com
Mulher usando shampoo matizador de cor roxa


Quem tem tem poucos fios brancos e prefere disfarçá-los pode usar xampoo tonalizante, que forma uma espécie de capinha no fio. Depois de algumas lavadas a cor vai desbotando e o processo precisa ser repetido.


Quem tem 30% de fios brancos a dica é procurar a ajuda em Salões de Beleza qualificados.

Fotos: divulgação e reprodução