Dia Mundial sem Carne: aposte nas alternativas saudáveis

bernadetealves.com
Cuscuz paulista

O 20 de março foi instituído em 1985, pela ONG FARM, Estados Unidos, como o Dia Mundial sem Carne, para conscientizar as pessoas sobre o consumo excessivo de proteína animal e os impactos ao meio ambiente. A data reforça a luta pela redução do consumo de carne em virtude dos danos ao meio ambiente e as pessoas.

A data é, também, uma forma de incentivar o consumo de preparações sem proteína animal. Estudo realizado pela Oxford School  mostrou que, se o mundo inteiro adotasse uma dieta baseada em plantas, oito milhões de mortes seriam reduzidas até 2050.

bernadetealves.com
Ceia vegetariana de Rita Lobo

Quem não come carne corre menos riscos de sofrer distúrbios do coração, de contrair câncer (especialmente de cólon e do intestino) e de enfrentar problemas como obesidade, hipertensão e diabetes. E também fica livre das doenças diretamente relacionadas ao consumo da carne, tais como a salmonela, a toxoplasmose, a gripe do frango e a doença da vaca louca, que já fizeram milhares de vítimas no mundo todo.

bernadetealves.com
Cardápio vegetariano de Rita Lobo

E mais: florestas inteiras são devastadas para darem lugar a pastos. A emissão de gás metano, expelido pelo gado bovino, é uma das principais causas de poluição do ar e da destruição da camada de ozônio. Além disso, a indústria da carne é a maior poluidora das águas e destruidora do solo. Essa devastação pode comprometer de maneira irreversível a sobrevivência das gerações futuras!

bernadetealves.com
Panzanella

A maior parte dos grãos e da soja produzidos hoje no planeta destina-se à produção de rações utilizadas na engorda dos animais de corte. Se estes grãos fossem usados diretamente na alimentação humana, haveria comida mais do que suficiente para todas pessoas do mundo. Parece utopia, mas não é: acabar com a fome é possível!

Deixar de consumir carne faz bem para o meio ambiente e o organismo humano, e esse é um dos motivos que tem levado diversas pessoas a aderir a uma dieta baseada em vegetais como feijão, grão de bico e soja.

bernadetealves.com
Bolinhos de grão-de-bico

Segundo um estudo da Galunion Consultoria de Food Service, 33% dos consumidores afirmam que os alimentos feitos de vegetais são uma tendência. “Não é mais só para quem é vegano ou vegetariano, e sim também para os flexitarianos, que são as pessoas que buscam a redução do consumo dos produtos de origem animal, mas que são flexíveis, como o nome fala”, afirma a fundadora da Galunion, Simone Galante.

A pesquisa também mostrou que a Covid-19 fez com que mais pessoas se preocupassem com a alimentação e o impacto dela na imunidade. Setenta e cinco por cento dos consumidores disseram que gostariam de comprar uma comida gostosa, fresca e que ajudasse a aumentar a defesa do corpo contra doenças.

bernadetealves.com
Espetinho de legumes

Para quem tem dificuldade de comer sem carne, que tal eleger um dia na semana Sem Carne. Nos EUA surgiu em 2003 o Segunda sem Carne. O movimento é adotado em vários países, inclusive no Brasil

Para você se inspirar e aderir à iniciativa, selecionamos receitas sem carne de chefs renomados para você se inspirar. Rita Lobo do Cozinha Prática, do GNT,  Bela Gil, do programa Amor de Cozinha, do Futura,e chefs de restaurantes renomados ensinam pratos saudáveis sem carne. Os pratos também são uma ótima pedida para entrarem no seu cardápio do dia a dia.

Panqueca de ricota e espinafreRita Lobo

bernadetealves.com
Panqueca de ricota e espinafre servida com molho Bechamel

Ingredientes

  • 1 ½ xícara (chá) de leite
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo
  • 2 ovos
  • 1 colher (chá) de sal
  • manteiga ou óleo para untar

Modo de Fazer

No liquidificador, junte o leite, a farinha de trigo, os ovos e o sal. Bata até a mistura ficar lisa. Deixe descansar no próprio copo do liquidificador por no mínimo 20 minutos até 1 hora, em temperatura ambiente.

Depois do tempo do descanso da massa (e com o recheio já pronto), aqueça uma frigideira antiaderente, de fundo grosso, de cerca de 22 cm de diâmetro, e espalhe um pouquinho de óleo ou de manteiga.

Dê uma boa mexida na massa. Com a mão direita (se você não for canhoto!), levante a frigideira e com a outra, coloque a massa com uma concha média (que também serve de medida). Faça um movimento circular com a frigideira para cobrir todo o fundo. Coloque a frigideira sobre o fogo baixo e, quando as bolhas começarem a aparecer, vire a massa para dourar do outro lado com auxílio de uma espátula de borracha. O processo todo leva menos de 3 minutos por disco. Transfira para um prato, espalhe mais um pouquinho de manteiga ou óleo na frigideira e repita o procedimento, até terminar a massa. Rende de 10 a 12 discos.

Ingredientes do recheio

  • 500 g de ricota fresca
  • 1 maço de espinafre fresco
  • ¼ de xícara (chá) de uvas-passas brancas
  • ¼ de xícara (chá) de rum
  • 1 dente de alho
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Lave o maço de espinafre sob água corrente. Separe as folhas e deixe de molho por 10 minutos em água com solução desinfetante ou vinagre. Reserve os talos para outra preparação (picado e refogado fica ótimo.)

Numa tigela, misture as uvas-passas com o rum para hidratar. Reserve. Descasque e pique fino o dente de alho. Reserve.

Numa tigela grande, amasse a ricota fresca com um garfo. Tempere com sal e a pimenta-do-reino moída na hora.

Leve ao fogo médio uma frigideira antiaderente. Enquanto ela aquece, transfira as folhas de espinafre para uma peneira, assim as eventuais sujeirinhas ficam no fundo da tigela com a água. Coloque as folhas na frigideira e vá mexendo aos poucos, até que estejam macias mas não totalmente murchas.

Transfira as folhas de volta para a peneira e pressione para retirar o excesso de água. O espinafre vai ficar mais crocante.

Volte a frigideira ao fogo baixo, regue com um fio de azeite e junte o alho picado. Misture bem, sem deixar dourar. Tire a frigideira do fogo (isso é importante para não ter perigo de o álcool pegar fogo e você se queimar) e junte as passas hidratadas e o rum. Volte ao fogo e misture até a bebida secar. Desligue o fogo e junte as folhas de espinafre. Tempere com o sal, pimenta-do-reino e misture o refogado à ricota amassada na tigela.

Molho Branco (Bechamel)

bernadetealves.com
Molho Bechamel, o molho branco
  • 1 litro de leite gelado
  • 3 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 3 colheres (sopa) de manteiga
  • 1 pitada de noz-moscada
  • sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto
  • Numa panela grande, derreta a manteiga. Junte a farinha e mexa vigorosamente com a colher de pau, por cerca de 2 minutos. Essa misturinha é chamada de roux e serve para engrossar molhos em geral.
  • Coloque o leite gelado de uma vez e, com a ajuda de um batedor de arame, misture bem, até levantar fervura.
  • Abaixe o fogo e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos, mexendo de vez em quando. No fim, tempere generosamente com noz-moscada, sal e pimenta-do-reino moída na hora. Truque: se o molho empelotar, bata no liquidificador e volte à panela.

Para a montagem da panqueca

  • ¼ de xícara (chá) de nozes picadas
  • ¼ de xícara (chá) de queijo parmesão ralado
  • salsinha em folhas ou picada a gosto

Modo de preparo

  • Preaqueça o forno a 180 °C (temperatura média).
  • Coloque cerca de 2 colheres (sopa) do recheio na ponta da última panqueca da pilha. Enrole pressionando para que o recheio fique firme. Transfira para um refratário grande e repita o procedimento com os outros discos de panqueca.
  • Regue as panquecas com cerca de ¾ do molho branco. (O restante pode ser servido à parte.) Salpique com as nozes e com o queijo parmesão ralado. Leve ao forno por cerca de 15 minutos ou até o molho começar a borbulhar e dourar. Sirva com as folhas de salsa fresca.

Risoto de queijo brie com Cupuaçu, chef Silvio Lopes

bernadetealves.com
Risoto de queijo brie com Cupuaçu, chef Silvio Lopes

Ingredientes do Risoto (4 porções)

  • 2 xícaras (400g) de arroz arbóreo (dica: não lave o arroz)
  • 1 cebola média cortada em cubinhos
  • 1/2 xícaras (120 ml) de vinho branco seco de boa qualidade
  • 3 colheres de sopa de manteiga (com sal) gelada
  • 1 litro de caldo de legumes fervente (receita abaixo)
  • 2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
  • 250 g de queijo brie cortado em cubos
    Castanha do Pará (ralada na hora, sobre o prato já pronto), sal e pimenta do reino (moída na hora) a gosto
    Doce de cupuaçu em ponto de corte

Para o caldo de legumes

  • 2 cenouras cortadas em cubos
  • 2 cebolas cortadas ao meio
  • 1 salsão ou alho poró cortado em pedaços grandes
  • Ervas aromáticas a gosto, como tomilho, sálvia, manjericão e alecrim

Refogue todos os ingredientes e adicione 1,5 litro de água. Deixe ferver de 30 a 45 minutos, acrescentando mais água, se necessário.

Modo de preparo

Aqueça um fio de óleo com 50g de manteiga e refogue a cebola até murchar. Adicione o arroz e mexa para incorporar tudo por 1 minuto, então adicione o vinho e continue mexendo até evaporar. Aos poucos, e sem parar de mexer, adicione o caldo de legumes para dar o ponto. Concha a concha, até os grãos ficarem macios e úmidos. Quando o risoto estiver no ponto, adicione o restante da manteiga, o parmesão e o brie e mexa até ficar tudo cremoso e misturado. Finalize com o doce de cupuaçu em pedacinhos e sirva em prato fundo, e decore com a castanha do Pará ralada.

Ravioli recheado de cogumelos, chef Ricardo Albuquerque

bernadetealves.com
Ravioli recheado de cogumelos, chef Ricardo Albuquerque

Massa:

  • 400g farinha de trigo
  • 170ml de água morna
  • 10g de sal
  • 20ml de azeite de oliva

Modo de preparo da massa:


Misture a farinha com o sal, em seguida acrescente a água morna e o azeite. Misture bem a massa até ficar homogênea. Deixe descansar por 30 minutos em ambiente refrigerado, coberta com papel filme. Em seguida, abra a massa com um rolo ou um cilindro próprio para massas, em uma bancada com farinha de trigo. Disponha uma massa sobre a outra, com o recheio no meio, e corte em círculos.

Recheio

  • 20g cogumelo shitake,
  • 20g cogumelo shimeji,
  • 20ml azeite de oliva,
  • 30g cebola picada,
  • 80g purê de batata doce,
  • 15g alho picado

Modo de preparo do recheio:

Deixe de molho em água quente os cogumelos por 15 minutos, em seguida, escorra e corte em pedaços pequenos. Refogue o alho e a cebola no azeite e, em seguida, coloque os cogumelos e refogue mais um pouco. Acrescente o purê de batata doce. Misture tudo e acerte o sal e a pimenta do reino. Deixe esfriar e recheie os raviolis.

Molho de tomates frescos:

  • 80g tomates sem pele e sem sementes
  • 80ml molho de tomate
  • Salsinha picada para finalizar

Montagem

Aqueça o molho de tomate e coloque no fundo do prato. Disponha os raviolis já cozidos, por cima do molho. Acrescente mais um pouco do molho de tomate e coloque os tomates picados sem semente e sem pele por cima, finalizando com salsinha a gosto.

Fotos: Divulgação